05 – Paulo Silva: música e raça na trajetória de um maestro negro

Nessa nova série de dois episódios, conversamos com o historiador Amilcar Araújo Pereira, professor da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que nos brindou com a história do Maestro Paulo Silva. Reverenciado por Heitor Villa-Lobos, Tom Jobim e Pixinguinha, Silva foi considerado, a sua época, o maior contrapontista da América do Sul. Entretanto, após sua morte, seu nome e sua obra caíram no esquecimento e Amilcar vai nos ajudar a compreender as motivações.

Neste primeiro programa, Amilcar nos conta como se interessou em estudar a história do Professor Paulo Silva e discute sobre a trajetória do maestro, desde a sua formação básica, a sua atuação como professor e compositor até seu ingresso no Instituto Nacional de Música (atual Escola de Música da UFRJ), onde chegou a se tornar professor emérito.

 

Ouça também no Deezer.

Ficha Técnica:

. Abertura e encerramento: Limpando o salão (Gilberto Vieira)

. Dia de Graça (Candeia)

. Iara –  rasga coração (Anacleto de Medeiros). Banda da Casa Edson, 1907

. Bachianas Brasileiras No. 1 (Heitor Villa-Lobos). Complete Scored for orchestra of cellos (1930)

. Proezas de Solon (Pixinguinha e Benedito Lacerda), gravação 1946.

. Lenda (Tom Jobim). Marcelo Adnet. Álbum: Jobim Sinfônico

 

2 respostas para “05 – Paulo Silva: música e raça na trajetória de um maestro negro”

  1. Gostando muito de todos os podcasts, especialmente como esses, que nos trazem importantes pautas como a questão de raça. Sejamos antirracistas, sempre.

    • Olá Ana Lourdes, ficamos muito felizes com seu retorno tão positivo sobre um trabalho que tem sido feito com tanto carinho, competência e cadência pelos professores Romney e Gilberto. Agradecemos muito! E, sim, sejamos antirracistas!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.