O “Quarto de empregada”: uma lembrança que dói

Por Carina Martins

A grande boneca negra na exposição do Muquifu (Museu dos Quilombos e Favelas Urbanos) impõe a presença ausente de muitas crianças, filhos/as da empregada. Ela me lembra mais uma vez de Miguel, de seu corpinho negro,  morto justo por ser invisível para a sua patroa branca.
Esse quarto é, hoje e sempre, uma lembrança que dói.

Read More